Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Candonga

Mercado negro de ideias da minha cabeça.

Candonga

Mercado negro de ideias da minha cabeça.

Cai Neve: #CarinhoParaComOFunicular

Bruno Gouveia | 12.02.22
  Funi, fnnii, fniclar. Funi-colar. É realmente uma palavra engraçada. E o próprio machimbombo é caricato. É um gênero de nave espacial dos pobres. Um space-x de subir ruas íngremes. E (...)

Cai Neve: Peganhal

Bruno Gouveia | 10.02.22
  Se há palavra que falta na língua portuguesa (e, talvez, nas outras todas) é uma palavra que descreva a sensação de ter a mão suja, peganhosa. Não é a mão toda porca, é ter (...)

tick, tick...BOOM!

Bruno Gouveia | 09.02.22
Hoje vou-me estrear a escrever sobre cinema. Aproveito o “tick, tick…BOOM!” para ganhar balanço. É um biopic, produzido pela Netflix, o primeiro filme realizado por Lin-Manuel Miranda, (...)

Quero voltar

Bruno Gouveia | 08.02.22
Hoje é dia de terapia. Dia de reflexão sobre a semana que passou, também.  Sinto que dei uns passos atrás. Deixei-me levar pelo escapismo dos videojogos, deitei a mão à febre da vacina (...)

Febre da terceira dose

Bruno Gouveia | 06.02.22
Ontem tomei a terceira dose da vacina, hoje acordei com febre, real ou imaginada. Segue-se o relato do meu pensamento perante tal condição.   Rebolo na cama para tentar falar com o corpo. (...)

Cai Neve: Bungee Jumping com um cão morto

Bruno Gouveia | 06.02.22
A pergunta do momento: já tiveram sede? Para quê? Veio de lá um torniquete cheio de ferodo a mandar vir com o Passeio dos Alegres? Não é fácil responder a isto. Nem a isto nem a outra (...)

Sem escrever / Vício dos videojogos

Bruno Gouveia | 06.02.22
Há muito tempo que não passeava. Hoje fomos comer um gelado à baixa do Porto. Já não via pessoas há tanto tempo que fiquei surpreso com os seus comportamentos no seu habitat natural, nas (...)